5 dicas para utilizar a internet na captação de recursos

captacao-de-recursos

Quais são as fontes de recursos da sua organização? Se ela conta apenas com editais ou com parcerias governamentais, perdê-los significa enfrentar sérias dificuldades financeiras. Para garantir o seu crescimento e diminuir a dependência de recursos instáveis, que estão a mercê de condições econômicas e políticas, você precisa diversificar os meios de captação. E a internet está aí para ajudá-lo nessa missão!

A rede oferece muitos recursos para que as organizações adotem estratégias diferenciadas de captação, além de ser um ótimo meio para divulgar sua causa e estabelecer um relacionamento mais próximo com potenciais doadores. Mas você sabe como utilizar a internet a seu favor? Então está na hora de aprender! Separamos 5 dicas para que sua organização comece a captar recursos online:

1 – Comece cuidando da sua casa: atualize seu site

Deixar a casa em ordem é o primeiro passo para receber bem as visitas, certo? Com seu endereço na internet não é diferente. Se o seu site institucional estiver desatualizado ou não oferecer uma boa navegabilidade, certamente a sua credibilidade será prejudicada.

Pense no site como o primeiro contato de alguém com a sua causa. Para que você consiga a atenção dessa pessoa, é fundamental oferecer a ela uma boa experiência enquanto navega em suas páginas. E o que influencia essa impressão? Um design limpo e responsivo, páginas que não demorem muitos segundos para carregar, conteúdo relevante sobre sua organização e histórias bem contadas são algumas respostas para a pergunta acima.

Além disso, você não quer deixar de lado ferramentas que podem ajudá-lo a ganhar a confiança dos colaboradores. Blog, inscrição para newsletter e botões de “Doe Agora!” que aceitam contribuições via cartão de crédito são opções que um bom site deve oferecer para impulsionar o visitante a dar um passo à frente!

2 – Não ignore o mundo mobile

Com o crescimento expressivo do uso de dispositivos móveis para acessar a internet, a página da sua organização precisa ser acessada facilmente de qualquer tela. Por isso, repetimos aqui com mais profundidade uma das dicas que citamos no tópico anterior: certifique-se de que o seu site seja responsivo, ajustando-se a diversos tamanhos de tela e deixando a leitura agradável seja para quem o lê no computador ou para quem o acessa do smartphone.

Verifique também se as plataformas que você utiliza para captar recursos são mobile-friendly. Isso dá mais liberdade para os doadores, que podem contribuir com a sua causa de qualquer dispositivo e a qualquer momento.

3 – Conte com o e-mail marketing

E-mail pode até parecer um pouco old school nesse momento em que estamos conectados o tempo todo a redes sociais que nos aproximam dos nossos amigos e dos assuntos que gostamos. Mas não subestime o valor de uma campanha de e-mail marketing bem executada!

Mais pessoal, o e-mail é um ótimo meio para estreitar a conversa com potenciais colaboradores, fortalecendo o relacionamento com eles. Ao manter o contato com as pessoas que assinaram sua newsletter, você pode enviar notícias interessantes sobre suas ações e explicar melhor como funciona sua organização. Depois, chega a hora de incorporar a captação nesses informativos, e convidar o leitor a participar de uma campanha de crowdfunding, por exemplo.

4 – Tenha múltiplos canais de doação

Manter em seu site um botão que encaminhe o visitante a uma página de doação onde ele possa contribuir de maneira simples é fundamental. Mas, além disso, é importante que você ofereça mais opções para as pessoas: páginas com informações como “Outras maneiras de doar” ou “Como posso ajudar” são bastante úteis para diversificar os caminhos dos doadores.

Também é interessante investir em anúncios das campanhas de financiamento coletivo que estão ativas, tanto dentro do seu próprio site quanto em suas redes sociais. Com o Facebook Ads, por exemplo, você pode criar anúncios específicos para sua campanha, impulsionar posts sobre ela ou mesmo investir em cliques no site – que direcionarão o público para a página da campanha.

5 – Invista em presença digital

Por fim, mas não menos importante, está o trabalho constante para melhorar sua presença digital. Por onde começar? Crie conteúdo de qualidade. Por isso, se a sua organização ainda não tem um blog, corra contra esse tempo perdido. Através dele, você pode disseminar muitos tipos de conteúdo: artigos informativos ou educativos, notícias da organização, cases de sucesso, vídeos inspiradores…

Conteúdo feito? Mão na massa para adaptá-lo para as redes sociais e começar a divulgá-lo. Lembre-se de que as pessoas compartilham coisas que significam algo: dividimos ideias que queremos semear. Claro, além de replicar o conteúdo do seu blog, é preciso pensar em peças específicas para as redes que você utiliza!

Bônus

E, se você ainda tem fôlego para mais uma dica, dê uma checada nas aplicações da sua marca. Será que sua identidade visual está compatível com o mundo digital? Muitas organizações apenas publicam nas redes peças que foram criadas para materiais impressos, e às vezes não se encaixam com o tamanho da foto de perfil do Facebook, por exemplo. Por isso, tenha cuidado para passar a melhor imagem possível!  

Gostou das nossas dicas? Então continue acompanhando o nosso blog para saber mais sobre captação de recursos através da internet!